domingo, 11 de março de 2012

Aborto

Mais uma vez o governo do PT tentará autorizar o aborto no Brasil. Agora por meio da comissão de juristas incumbida de reformar o Código Penal. Querem legalizar o aborto levado a termo até a décima segunda semana de gestação, desde que um médico o autorize com suporte na alegação de que a mãe não tem condições psicológicas de cuidar do bebê.
Não é a primeira e não será a última tentativa. Caso o projeto não seja aprovado agora, novas batalhas já se descortinam no horizonte.
No entanto, não me interessa quantas batalhas existirão; mas quem irá participar delas (e de que lado).
Onde está a CNBB? Onde está Dom Raymundo Damasceno, o amiguinho da Marta Suplicy? Onde estão os padres de passeata?
É uma vergonha para os católicos, mas o cristianismo haverá de ser defendido pelos protestantes, porque a Igreja Católica brasileira nada fará (com exceção de alguns verdadeiros Bispos, como é o caso de Dom Luiz Gonzaga Bergonzini).
Rezemos para que a Virgem Maria ilumine a bancada evangélica.