terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Síria

Não sei bem o que quer o presidente dos EUA Barack Bobama, mas, realmente, não pode ser o bem de seu povo.

Ele simplesmente puxou o tapete de todos os líderes árabes que apoiavam os EUA, colocando Israel numa fria danada.

De fato, agora Israel está sitiado, cercado por inimigos que abertamente querem sua destruição.

O último que terá seu tapete puxado será Bashar al-Assad, líder de um país cuja maioria da população é sunita, mas que pertence a uma minoria alauíta.

Bom, diante desse quadro, quem sofrerá com a queda de Assad?

Com certeza, se Assad cair, subirá ao poder sírio um sunita.

Daí o bicho vai pegar.

Internamente, os alauítas serão massacrados. Os cristãos sírios, muitos deles oriundos dos outros países da região, também serão perseguidos até que mudem para o Líbano ou para o cemitério mais próximo.

E Israel perderá um inimigo conhecido e passará a enfrentar um desconhecido; mas que terá por trás de si todos os muçulmanos sunitas, financiadores do terrorismo e loucos para arrumar encrenca.

A situação é desesperadora.